Aislan Santos, 29 anos, do Povo Pankararu, natural de Petrolândia-PE, é artista e estudante de Medicina na Universidade de Brasília (UnB). Seu trabalho artístico nasce da saudade de suas origens e da necessidade de se conectar com sua ancestralidade. “Foi um dos primeiros povos que sofreram com esse processo de colonização. Houve a miscigenação e a expulsão do litoral para o interior", explica Aislan. Segundo ele, a Arte continua sendo um grande abraço terapêutico para prosseguir lutando enquanto termina sua graduação.

 

Em suas pinturas, muitas delas no papel pardo, predominam o branco, o vermelho e o preto, cores também usadas nas pinturas corporais indígenas. Motivado pela necessidade de criar um espaço de pertencimento na universidade, realizou sua primeira exposição ‘’Abá Pukuá’’ (Homem Céu) em parceria com a Comissão de Humanização do Hospital Universitário de Brasília onde pode expressar a cultura Pankararu e "levar a cura através da arte para estes espaços”.

  • Instagram - White Circle
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White Google+ Icon
  • White YouTube Icon

© 2016 TAMÃ